Quantcast

Organize as Férias das Crianças

Posted in DO Eventos

 

Organizeas Férias

Há coisas que, de fato, a gente só entende quando têm filhos... destas, uma das que mais me intriga são as férias escolares... me lembro com carinho das minhas férias, de como era um período “libertador”, com muitos e muitos dias de brincadeiras. Só não imaginava o “esforço” que isso gerava nos meus pais...

Sabemos que hoje são raras as famílias onde mãe ou pai dedicam-se integralmente aos cuidados dos filhos e da casa. A vida não anda lá muito fácil para ninguém, então é mais comum vermos que os cuidadores exerçam alguma atividade remunerada em pelo menos um período, de modo que os filhos ficam aos cuidados da escola, creche, berçários, os avós ou mesmo uma babá.

O que muda nas férias é que parte deste suporte paralisa as atividades e por mais que todos os anos saibamos que em julho e janeiro isso irá acontecer, a TPF (tensão pré-férias) é um tanto inevitável.

Semana passada eu passei por isso e, então, pensei em compartilhar com vcs hoje como organizei a rotina da minha família para este período de férias.

Para contextualizar, meu marido e eu trabalhamos de casa e meu filho vai à escola pela manhã e durante 2 dias na semana fica na escola até às 16hs. Nas férias, ficamos os 3 em casa. Moramos em SP, em um prédio antigo, sem área de lazer. Meu maior “pânico” é deixar meu filho plantado na frente da TV... E, para aumentar o desafio, estamos numa fase de controle de gastos....

Mas, como em TODAS as áreas desta vida, acredito que a organização sempre salva. Portanto me pus a organizar nossa rotina para que a casa siga funcionando, meu filho curtindo e aprendendo e minha conta bancária no azul!

 

Pronto para o desafio? Vamos lá então...

A primeira coisa que fiz foi montar e imprimir um calendário para o mês de julho: https://goo.gl/gkbSBQ

Depois disso tive uma boa conversa com o marido e decidimos que tiraríamos as tardes para ficar com o pequeno e o colocaríamos na cama às 19hs (ele em geral dorme este horário), de modo que trabalhássemos pela manhã e à noite.

Assim, precisaria definir as atividades do meu filho, sozinho, pelas manhãs e as nossas, à tarde.

Além disso, queria há algum tempo tirar o hábito do meu filho de assistir filmes infantis 1h antes de dormir e, por isso, propus a ele que trocássemos a TV por um jogo em família. E ele adorou a ideia! :o)

Meus desafios agora eram: atividades matutinas, passeios de baixo custo para as tardes e jogos para antes de dormir.

Comecei com os passeios e, não vou mentir, levei 6hs para completar nosso calendário de atividades. Teria sido mais fácil se eu pudesse aderir a atividades (bem) pagas, como parques temáticos, casas de brincadeiras, ateliês de arte ou cozinha para os pequenos, mas fiquei feliz de conseguir montar um calendário, para todo o mês, gastando R$ 435,00.

Comecei procurando as atividades programadas no SESC. E, infelizmente, encontrei pouca coisa... acho que porque estava buscando em junho, atividades para o mês de julho. Enfim, tirei de lá apenas uma programação: tarde no SESC Interlagos, que está com uma instalação feita com bambus onde a criançada sobre e desce, se pendura e afins...

Segui, então, para o site da prefeitura, peguei a listagem de parques e escolhi os que conheço e sei que são bons para fazer pic-nic: Ibirapuera e Jardim Botânico. Além destes, selecionei uma tarde num parque de bairro aqui perto de casa, onde posso ir de bicicleta com o pequeno na cadeirinha...

Na programação, adicionei ainda o Parque da Água Branca que, às terças e sábados, têm feirinha orgânica e o Villa Lobos, que há pouco ganhou uma linda biblioteca com atividades para os pequenos.

Fui, então, checar a programação das bibliotecas infantis da cidade: Monteiro Lobato, Belmonte e Hans Christian Andersen. E felizmente encontrei uma série de apresentações da Cia Truks (que eu AMO!), que faz teatro de bonecos, além de contação de histórias. E o melhor: tudo de graça!

Há uma outra biblioteca que gosto muito que é a Biblioteca Infantil da Belas Artes. É pequena, mas o acervo surpreende. Vale uma tarde de leitura para os pequenos.

Resolvi xeretar o site da prefeitura de cidades próximas e descobri que em Santo André há um local chamado Sabina, que além de exposições, tem planetário. Eu adoro planetário e não vejo a hora de voltarem com o do Ibirapuera... E o bacana é que a entrada no Sabina é baratinha...

Adicionei também um passeio no Templo Zu Lai, que além de comida vegetariana gostosa, tem um clima ótimo e um jardim aos fundos que as crianças adoram.

Próximo passo: passeios turísticos tradicionais. Vamos ao Zoológico, ao Butantã e ao Catavento Cultural. Paga-se barato e é sempre divertido.

Como ainda faltavam alguns vários dias vazios no meu calendário, decidi checar o Peixe Urbano. É, nem eu acreditei que eles ainda existiam... mas existem e me ajudaram pacas! Comprei ingressos com desconto para o Bichomania, a Cidade das Abelhas e uma peça de teatro chamada: Carnaval dos Animais.

Entrei no site do Teatro Folha, que nas férias abre uma programação de peças infantis todos os dias da semana, mas achei o precinho salgado... no site do Itaucard procurei promoções de desconto para teatro infantil, mas o desconto vale apenas para um adulto, então não resolveu muita coisa...

Seguindo nas minhas buscas, comecei a procurar atividades em shoppings. É, eu não amo os shoppings, mas achei que se houvesse algo legal e de graça, poderia valer a pena. Encontrei uma festa junina no Shopping Anália Franco. E apesar de não morar mais na Zona Leste, meu amor pela região persiste, então passear por lá é sempre divertido...

Olhei, então, os cinemas e vi que havia uma animação nova e elogiada. Tomo sempre muito cuidado com as animações, pois acredito que elas sejam feitas mais para os adultos que para as crianças e esta classificação “livre” para mim é muito ampla. Há filmes que são ok para uma criança de 7 anos, mas são “over” para uma de 3. Fora que os cinemas hoje em dia são uma barulheira só, um exagero de estímulos. Mas esta animação, a Divertida Mente, parece inofensiva, sem explosões e armas (os Minions são lindos, mas armados, acho o fim!). E para resolver a questão do barulho, escolhi uma sessão do Cinematerna, que é sempre mais gostosinha...

Ao fim, depois que a agenda estava “gordinha”, resolvi abrir o Valekids. Eles sempre tem ótimas dicas. Mas em geral, é tudo caro. Entrei um por um e os preços variavam de 80 a 150 reais numa tarde. Muito para mim. Mas achei um programa bacana, uma aula de jardinagem: Dedinho Verde. Vamos os 3, será bem divertido, e traremos um vasinho plantado pelo meu pequeno para casa.

Como às segundas e quartas meu filhote tem natação, com estes passeios completamos a agenda.

Mas antes de passar para as demais atividades, queria fazer uns adendos...

1. Se você não tem um período dentro do horário comercial em que possa ficar com seus filhos, mas tem dinheiro para investir, super, hiper recomendo o Mamusca (as crianças ficam com monitores excelentes e vc pode trabalhar). Vale cada centavo e se você fechar um pacote de férias, recebe desconto. Encontrei um local semelhante, por um preço mais camarada que se chama O quintal. Conversei com a Karina e me pareceu bem bacana... o Valekids tem muuuuuita coisa, então se investir 1200 - 1800 reais é algo viável para vc neste momento, divirta-se pq tem até aula de DJ!

2. A maioria das atividades que listei também estão disponíveis aos finais de semana.

3. Se você não mora em SP, tudo o que disse segue valendo. SESC existe em todos os estados e as prefeituras sempre têm atividades. Além das que eu citei, há ainda circo, pista de kart, restaurantes com parquinhos, etc. O importante é vc definir um orçamento e tirar um tempo para buscar as opções próximas a vc (mesmo que isso represente ir às cidades vizinhas).

4. Algo que encarece qq passeio é comer no local. Por isso, organizei também as refeições, de forma que a gente almoce ou tome um café reforçado antes do passeio, ou façamos um pic-nic no local.

Seguindo com a programação, era hora de definir as atividades do pequeno em casa. Comecei buscando na Biblioteca Antroposófica sugestões de atividades para crianças de 3-4 anos. Meu filho estuda numa escola de pedagogia Waldorf, então costumo seguir as indicações deles. Mas vc pode xeretar qq site/blog sobre filhos, maternidade, etc. 

No meu caso selecionei: pintura, desenho livre (sem linhas fixas para colorir), massinha, alinhavo, corte e colagem, carimbos, fantoche, instrumentos musicais e tanque de areia feito com farinha de trigo.

O importante é que cada atividade deve ter um dia fixo e, após terminar, devo guardar o material em um local longe da visão do meu filho e só apresentar a atividade na semana seguinte. Isso fará com que o efeito “novidade” se mantenha.

Para os jogos noturnos selecionei: memória, dominó, quebra-cabeça, corrida colorida e um jogo que achei bacana com elásticos coloridos (chama-se Entrelaçados). E aqui, vale o mesmo: brincou, guardou, só semana que vem, no mesmo dia, brincamos novamente.

Comprei alguns jogos pela internet, baixei alguns tutoriais de brincadeiras e de como fazer os fantoches e fui passear no Armarinhos Fernando para comprar massinha e afins. Comprei tb uma mesinha e uma cadeirinha para que ele ficasse perto de nós enquanto faz as atividades.

Orçamento dos brinquedos e materiais: R$ 284,00.

Por hora, a operação está sendo um sucesso. Estou aqui escrevendo este post e ele coberto de tinta, entretido e feliz.

Espero que este post te ajude de alguma forma. As férias começaram, mas ainda dá tempo de se organizar para as próximas semanas. E qq dúvida, comenta aqui embaixo!

Se voce deseja receber mais conteudo como este cadastre-se aqui: http://assine.superorganizado.com