Quantcast

Como Acabar com as Traças: Prevenção e Combate

Publicado em Armários e Closets

Assim como fizemos na matéria sobre bolor e mofo, para falar sobre as formas de controle de traças, precisamos entendê-las e saber do que elas precisam para sobreviver.

Segundo Francisco José Zorzenon, do Instituto Biológico de São Paulo “Muitos insetos, conhecidos por nós como “traças”, são considerados importantes pragas em áreas urbanas, infestando roupas, papéis, tapeçarias, estofados, livros, frutas secas, grãos ou outros alimentos armazenados.

Na área urbana, podemos identificar três grupos distintos de traças: as conhecidas traças dos livros ou traças prateadas; as traças das roupas e as traças de produtos armazenados”.

Desorganização e bagunça é cultura brasileira?

Publicado em Motivação

O que me motivou a escrever este artigo foi ter recebido a imagem "Paraíso e Inferno" que ilustra esse artigo, muito engraçada e quase que assustadoramente real. Assim, a pergunta a ser respondida é: Desorganização e bagunça é cultura brasileira?

E, porque os brasileiros são considerados tão desorganizados? Porque falta organização? Trata-se de desorganização ou bagunça?

Quero neste post levantar 5 hipóteses ou hábitos, em parte culturais, do porque falta organização para o brasileiro. Espero que vocês comentem e quem sabe melhorar ou acrescentar novas considerações.

Independência Doméstica: quem deve conquistá-la e como?

Publicado em Independência Doméstica

Segundo um estudo feito pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em janeiro de 2013, o Brasil é o país que mais emprega domésticas no mundo. É isso mesmo! Nós temos o maior número absoluto de funcionários domésticos, somando aproximadamente 7,2 milhões de pessoas (6,7 milhões são mulheres e 504 mil homens). Agora entenda o que isso tem a ver com independência doméstica.

Isso significa que 17% das trabalhadoras brasileiras são domésticas. A independência doméstica não é deixar de contar com a ajuda de um empregado mas sim tomar a responsabilidade e o conhecimento das atividades da casa para si. Isso possui vários significados e eu vou abordar alguns deles.

A vida sem empregada (Parte II: Prática)

Publicado em Independência Doméstica

vida sem p2 mini

Nesta segunda parte irei abordar a parte prática da vida sem empregada, se você não leu a parte um, onde abordo a teoria da vida sem empregada, aproveite e leia antes de começar esta segunda parte, onde abordo a prática.

Os principais aliados na busca pela independência doméstica

A seguir listo quais foram os meus principais aliados na busca pela independência doméstica (e que serão os seus também), são eles a motivação, o ownership, a tecnologia, a rotina e o uso do timer. Acompanhe cada um em maiores detalhes e entenda.